Notícia
Qual é a importância da calibração dos pneus?
Qual é a importância da calibração dos pneus?
08/06/2020 às 12:00


Foto: DPK 


Você sabia que 1 em cada 3 veículos encontrados nas ruas estão com a pressão abaixo do especificado pelo fabricante?

Sabia também que menos de 19% dos motoristas checam a pressão dos pneus regularmente?


Com isso, listamos para você alguns pontos impactantes e de extrema importância sobre a falta de manutenção da pressão correta dos pneus. Confira:


- Mesmo com as válvulas de segurança em ordem e o assentamento das rodas boas, os pneus perdem cerca de 1 libra de pressão todo mês. Caso contrário, a perda pode ser bem maior;


- O consumo de combustível pode aumentar em até 0,3% por quilômetro rodado a cada 1 libra a menos de pressão no pneu. Parece pouco, mas se montarmos um exemplo básico: 4 pneus com pressão recomendada de 35 libras estão rodando com 25 libras cada um, 10 libras a menos de cada pneu. Somado, o resultado chega a um total de 40 libras a menos no conjunto todo. Isto fará o seu veículo consumir até 12% a mais de combustível, o que equivale a desperdiçar 1 tanque inteiro a cada aproximadamente 8 tanques de combustível;


- Andar com a pressão do pneu abaixo do recomendado também faz com que você rode menos. Quando o pneu trabalha com a pressão abaixo, ele gera mais calor na região do costado (nas laterais) em função do maior número de micro flexões. Calor moderado e constante nos pneus faz com que ele se desgaste mais rápido. A combinação de rodar muito murcho e gerar muito calor podem fazer o seu pneu estourar. Geralmente é o que acontece com os caminhões pela estrada, uma combinação de pressão baixa, sobre carga e temperatura elevada;


- Poucas libras a menos no pneu podem afetar também a dirigibilidade do veículo e a distância de frenagem pode ser aumentada. Motoristas inexperientes e condições de mal tempo pode fazer com que isso se agrave;


- Veículos que rodam com 25% abaixo da pressão recomendada dos pneus possuem 3 vezes mais chances de se envolverem em acidentes, segundo o Departamento de transporte norte americano;


- As válvulas de segurança (os biquinhos de borracha) sofrem com a incidência de chuva, sol, sujeira e falta da tampinha. Essas condições podem gerar trincas na borracha e corrosão do núcleo metálico, resultando em uma perca acelerada da pressão dos pneus.



 

Foto: Quatro Rodas


Para evitar riscos e prejuízos, listamos também algumas dicas que você pode adotar a partir de hoje. São dicas fáceis e de grande importância para o seu veículo. Confira:


- Se você é viajante recomendamos calibrar o pneu a cada 4 ou 5 dias, mas se você só roda na cidade, basta calibrar a cada 15 dias;


- Cada veículo tem sua pressão recomendada pelo fabricante. Não siga pressões “padrões”. (A pressão recomendada está disponível no manual do proprietário e na coluna da porta do motorista. Em alguns casos também está atrás da tampa do bocal do abastecimento);


- Faça a calibragem com os pneus “frios” (são considerados frios até os 3 km rodados). Quando você roda muito tempo com o veículo a temperatura aumenta, fazendo com que o ar de dentro do pneu se expanda, dando uma pressão acima do “real”. Se não for possível medir com os pneus frios, recomenda-se calibrar o pneu com 5 libras acima do recomendado;


- Verifique a pressão do estepe a cada 60 dias. Ele pode ser calibrado com 5 libras acima dos outros. Nunca sabemos quando iremos precisar e seria muito desagradável ele estar murcho no exato momento de nossa necessidade.


São recomendações básicas que podem melhorar muito o desempenho do seu veículo e principalmente evitar riscos e acidentes.

 


E você, já sabia de todas essas informações?

Sim? Que legal. Será que os seus amigos sabem de tudo isso?

Não? Compartilhe com seus amigos e veja se eles já conheciam todas essas dicas.




Gostou do conteúdo? Siga a gente no Facebook e Instagram e fique por dentro de tudo!

Fonte: DPK